FUTEBOL URUGUAYO:

'' É uma religião nacional. A única que não tem ateu. Somos poucos: 3,5 milhões de uruguayos. É menos gente do que um bairro de São Paulo. É um país minúsculo. Mas todos futebolizados. Temos um dever de gratidão com o futebol. O Uruguay foi colocado no mapa mundial a partir do bicampeonato olímpico de 1924 e 1928, pelo futebol. Ninguém nos conhecia.

O futebol uruguayo é o melhor? Não. No mundo guiado pelas leis do lucro, onde o melhor é quem ganha mais, eu quero ser o pior. Não poderíamos sequer cometer o desagradável pecado da arrogância. Seria ridículo para um país pequeno como o nosso. Não somos importantes, o que é bom. Neste mundo de compra e venda, se você é muito importante vira mercadoria. Está bom assim.

Como explicar Uruguay?.... Somos um pouco inexplicáveis. Aí é que está a graça".

EDUARDO GALEANO - Escritor

quinta-feira

EMILIO MACEACHEN: CALCIATORE URUGUAIANO DI PARMA


Washington Emilio MacEachen Vázquez (Artigas4 maggio 1992) è un calciatore uruguaianodifensore del Parma.

Inizia la sua carriera nel 2006 quando viene acquistato dal Peñarol dove, in due anni, compie tutta la trafila delle giovanili fino al giorno del suo debutto in prima squadra, avvenuto nel 2011: esordisce il 9 marzo in occasione della partita diCoppa Libertadores contro il Quito, formazione del Campionato ecuadoriano di calcio. Debutta in campionato quattro giorni dopo durante l'incontro di campionato con il Cerro. Rimedia la sua prima ammonizione in carriera, da calciatore professionista, il 5 giugno in occasione dell'incontro di campionato con il Racing Club. Il 3 dicembre segna la sua prima rete durante la partita di Clausura con il Cerrito, squadra della città di Montevideo.
Nell'estate 2012 viene acquistato dal Parma, scegliendo la casacca numero 3.