FUTEBOL URUGUAYO:

'' É uma religião nacional. A única que não tem ateu. Somos poucos: 3,5 milhões de uruguayos. É menos gente do que um bairro de São Paulo. É um país minúsculo. Mas todos futebolizados. Temos um dever de gratidão com o futebol. O Uruguay foi colocado no mapa mundial a partir do bicampeonato olímpico de 1924 e 1928, pelo futebol. Ninguém nos conhecia.

O futebol uruguayo é o melhor? Não. No mundo guiado pelas leis do lucro, onde o melhor é quem ganha mais, eu quero ser o pior. Não poderíamos sequer cometer o desagradável pecado da arrogância. Seria ridículo para um país pequeno como o nosso. Não somos importantes, o que é bom. Neste mundo de compra e venda, se você é muito importante vira mercadoria. Está bom assim.

Como explicar Uruguay?.... Somos um pouco inexplicáveis. Aí é que está a graça".

EDUARDO GALEANO - Escritor

quinta-feira

JUGADOR URUGUAYO ROBERTO MATOSAS


Roberto Matosas (MercedesSorianoUruguay11 de mayo de 1940) es un exfutbolista uruguayo que jugaba de defensor o volante. Es el padre del también futbolista y entrenador uruguayo Gustavo Matosas.

Debutó en el Club Atlético Peñarol de Montevideo donde formó parte del Primer Quinquenio del club, además de conseguir títulos continentales e intercontinentales. En 1965, pasó a River Plate argentino.


ClubPaísAño
PeñarolFlag of Uruguay.svg Uruguay1960-1965
River PlateFlag of Argentina.svg Argentina1966-1968
PeñarolFlag of Uruguay.svg Uruguay1969-1972
San LuísFlag of Mexico.svg México1972-1974
TolucaFlag of Mexico.svg México1975-1976

Campeón Copa Libertadores: 1960 y 1961

Campeón del Mundo 1961